Pular para o conteúdo

Inglês Avançado, Intermediário, Iniciante

Gustavo de Paula
Por Gustavo de Paula,
CEO e Fundador da Asset School e criador do método de ensino Asset.
Publicado em 05 de dezembro de 2019

MAS AFINAL, VOCÊ SABE O QUE REALMENTE É “INGLÊS AVANÇADO”?

Eis ai um dos maiores problemas criado pelas escolas de inglês no mercado brasileiro. Existe uma grande oferta de cursos presenciais ou online que prometem levar o aluno até o nível avançado de inglês.

Por outro lado, o próprio cliente, ao buscar uma solução para seu problema, tenta identificar, dentre as inúmeras ofertas no mercado, qual a melhor solução que o levará ao “nível avançado” de inglês.

Quando falamos sobre o cliente, natural que ele venha com o termo genérico “inglês avançado” até uma escola ou professor de inglês particular, pois este não sabe como precisar tecnicamente sua necessidade. Mais oi menos como se fosse um problema mecânico em seu carro, você sabe que há um problema e sabe o que você quer, ou seja, que ele funcione, agora, a forma como isso se dá ou nome técnico do procedimento a ser realizado não interessa (a menos que o cliente tambpem seja um mecânico).

Todavia, para aqueles que trabalham com ensino de inglês é necessário explicar exatamente para o cliente o que realmente ele estará adquirindo e, de forma simples, precisar exatamente o nível de inglês que atingirá.

Primeiramente, já posso lhe avisar que: NÃO EXISTE, tecnicamente, NÍVEL AVANÇADO DE INGLÊS!!!

Isso mesmo, não existe isso, na medida em que você não sabe precisar o que é. Deixe-me explicar melhor. Pense que você vai para padaria comprar pão, chegando lá você fala com a atendente e diz: Quero pão. (veja, se você quer pão é porque você está com fome pela manhã).

Com a simples informação que você quer pão o atendente não consegue lhe auxiliar, você precisaria definir mais a sua necessidade, ou seja, dizer qual tipo de pão, a quantidade de pão, etc.

Assim, você pode estar tratando o seu inglês como pão.

Entenda.

Quando você chega numa escola de inglês ou professor particular de inglês e diz que quer inglês avançado (isso representa o seu pão). A instituição ou o profissional que poderá ser seu professor de inglês sabem que você tem precisa falar inglês (isso representa sua fome), porém diferentemente do pão, o qual você sabe os tipos, quantidade, preços, recheios, enfim, todas as características que podem definir melhor um pão, você não sabe como fazer isso com o seu inglês, e para tentar ser claro com seu objetivo você (e a escola de inglês) convenciona de chamar esta sua necessidade de INGLÊS AVANÇADO!, sem nem mesmo saber a definição de inglês avançado.

O que você precisa saber é que existe sim uma forma de você tornar essa sua necessidade tangível, palpável, mensurável, e pasme, nem mesmo algumas escolas sabem disso.

Deixe-me explicar melhor:

Tipicamente, você procura uma escola de inglês para atingir um nível avançado para ser fluente em inglês, certo? E as escolas e professores particulares, muitos por não terem comnhecimento, outros tendo mas não orientando adequadamente seus clientes, seguem essa mesma narrativa e lhe apresentam um curso de inglês que levará você ao nível avançado para você ser fluente.

Bom, sobre fluência, eu já tratei especificamente  um outro post chamado Inglês Fluente, e lá explico exatamente o que vem a ser essa tal fluência, convido a leitura em: http://inglesasset.com.br/ingles-fluente/

Enfim, posso lhes garantir que você está procurando pela coisa errada, de forma errada e muito provavelmente está recebendo orientação errada (por isso que existe muita desistência dos cursos de inglês em geral)

O que ninguém conta pra você é o seguinte: Você deve procurar por PROFICIÊNCIA e construir a FLUÊNCIA desde a primeira aula (veja o post em nosso blog sobre o tema http://inglesasset.com.br/ingles-fluente/).

Assim, precisamos entender o que vem a ser proficiência e entender perfeitamente como procurar o melhor curso de inglês para minha necessidade.

Vamos lá:

Para que possamos entender bem o que vem a ser proficiência podemos fazer uma analogia com as fases da vida do ser humano que siga sua jornada natural de estudos.

Com esta analogia, rapidamente, você entenderá, definitivamente, que o que você realmente precisa e buscar proficiência em inglês e não fluência. Veja.

O que uma crinaça de 4 anos, um adolescente de 15 anos, um jovem adulto de 25 anos e adulto mais maduro de 50 anos têm em comum?

Bom, eu sei que você poderia responder: várias coisas.

No entanto, convido você a focar na questão da comunicação. Partindo do pressuposto que todos tenham nascido na mesma cidade e que todos estejam seguindo sua trajetória natural de estudos.

A partir deste ponto podemos chegar, entre várias conclusões, uma que realmente nos importa agora, qual seja: o idioma que se comunicam.

Tendo todos eles nascido na mesma cidade, conclui-se que todos falam o mesmo idioma. Assim, pergunta-se:

Todos eles são fluentes neste idioma?

Você pode dizer que não, pois a pessoa de 50 anos certamente é mais fluente que a de 4 anos. Certo?

Errado!!!

Todos eles são fluentes no seu idioma (mais uma vez convido a leitura do post http://inglesasset.com.br/ingles-fluente/), porém com uma notória diferença de conhecimento, aprofundamento e domínio da linguagem, pois bem, seja bem-vindo(a) à PROFICIÊNCIA.

Exatamente, o domínio de um idioma chamamos de proficiência, veja, você não pode dizer que uma criança de 4 anos não seja fluente em seu idioma, pois esta criança consegue se comunicar, o que ela sabe (mesmo sendo pouco) flui, porém a diferença entre ela, o adolescente de 15 anos, do jovem adulto de 25 e do adulto maduro de 50 é o domínio da língua.

Percebam um coisa, não é necessariamente a idade (ou tempo em contato com o idioma) que lhe confere maior ou menor proficiência, mas sim o estudo e uso deste mesmo idioma como ferramenta.

Imagine um senhor de 70 anos que tenha frequentado até a 3ª série do ensino fundamental e que sempre trabalhou na lavoura de café. Este senhor é fluente em seu idioma?

Certamente que sim!!!

Porém se compararmos o conhecimento e domínio que este senhor tem do idioma com a de um garoto de 17 anos que está se preparando para prestar provas de vestibular, saberemos, com segurança que existe uma diferença em idiomas entre os dois, e não é FLUÊNCIA, pois ambos são fluentes, mas sim PROFICIÊNCIA.

Entendeu agora, o que você precisa procurar? Proficiência e não fluência, pois aquela é mensurável e esta não, a fluência é uma caracterísitca natural daquilo que flui.

Tendo entendido o que vem a ser proficiência em inglês e que é isso que você precisa buscar num treinamento de inglês é necessário agora entender como essa proficiência é mensurável para que você possa, a partir de critérios objetivos, escolher o melhor curso de inglês.

Isto será matéria de um post exclusivo, dada a quantidade de informação que será compartilhada, mas antes de terminar, vocês sabem qual é a carga horária média dos cursos de inglês no Brasil?

Em geral, os cursos de inglês no Brasil giram em torno de 400 horas. e você sabe o que isso representa em proficiência da língua ingles?

No próximo post vou explicar com detalhes este ponto.

Obrigado por chegar até aqui.

 

abs.

Deixe o seu comentário e conte-nos o que achou deste artigo

Receba conteúdos exclusivos